Brasil | Notícias de Fato
Category

Brasil

1078374-tnrgo_rj_abr_28.05.2017-0617

Duração de licença-paternidade reforça desigualdade na criação dos filhos

By | Brasil, Destaques | No Comments

A imagem de um pai participativo ainda causa estranhamento na sociedade brasileira. Homens que cuidam da casa, dos filhos e dos interesses particulares chegam, muitas vezes, a ganhar espaço na mídia como exemplos por desenvolver tarefas que, em geral, fazem parte da rotina das mulheres. O desempenho desses papeis faz parte da cultura e está, inclusive, nas leis. Uma das regras que expressam essa diferença é a licença-paternidade. Enquanto as mães com carteira assinada têm entre quatro e seis meses garantidos para se dedicar à criação dos filhos, a maior parte dos pais na mesma situação de emprego conta com apenas cinco dias.

“Já é um recado de que quem tem que cuidar é a mãe. Isso faz com que a maioria das famílias já se configure a partir disso e não questione essa desigualdade, inclusive porque, muitas vezes, elas não têm capacidade, até financeira, de fazer diferente”, diz Roger Pires, jornalista, realizador audiovisual e pai de Lourenço, de 1 ano. Participante do Movimento Paterno, grupo que reúne pais em Fortaleza, ele lançou, neste Dia dos Pais, o curta 5 dias é pouco, feito para reivindicar o aumento da licença-paternidade no Brasil. O grupo considera que o tempo maior de afastamento do trabalho é um direito do pai, dos bebês e das mães.

De acordo com a Constituição Federal, o prazo da licença-paternidade é de cinco dias. Antes da aprovação da Carta Magna, valia o disposto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que desde 1967 inclui no rol dos direitos trabalhistas a possibilidade de o empregado não comparecer ao trabalho, sem prejuízo do salário, por um dia, em caso de nascimento de filho.

A defesa da divisão igualitária da tarefa de cuidar de uma criança levou a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) a propor o compartilhamento da licença-maternidade entre pai e mãe, com a divisão dos dias de afastamento. A proposta de emenda à Constituição (PEC) 16/2017 altera o Artigo 10 do Ato das Disposições Constitucionais e Transitórias da Constituição Federal para incluir a possibilidade de a licença ser exercida em “dias correspondentes aos da licença-maternidade, quando a fruição desta licença poderá ser exercida em conjunto pela mãe e pelo pai, em períodos alternados, na forma por eles decidida”.

A PEC foi remetida à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado e, desde abril, aguarda a designação de um relator. A proposta busca refletir mudanças no mundo do trabalho, destacadamente a maior participação das mulheres no mercado, e tem como base a experiência de diversos países. Segundo os argumentos da PEC, o compartilhamento da licença é adotada, por exemplo, na Noruega, na Suécia, na Finlândia e na Espanha.

Servidores públicos

A luta pela ampliação da licença-paternidade tem causado alterações normativas. Desde maio de 2016, servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais passaram a contar com mais 15 dias de licença, além dos cinco assegurados pela Constituição Federal. A regra vale, inclusive, para quem adotar ou obtiver guarda judicial de criança de 0 a 12 anos incompletos.

Com a mudança em nível federal e a mobilização de pais e mães, diversos estados têm ampliado a discussão sobre esse direito. No Distrito Federal, o governo estabeleceu o Programa de Prorrogação da Licença-Paternidade também no ano passado, estabelecendo que os servidores públicos têm direito a 30 dias de licença-paternidade.

No Rio de Janeiro, uma emenda constitucional aprovada pelo Legislativo em 2015 ampliou o afastamento de pais servidores do estado para o prazo de 30 dias. O mesmo período foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Ceará, para o caso de servidores civis e militares, na forma de indicação. Para virar lei, é preciso que o governo estadual elabore e os deputados aprovem projeto de lei acatando a indicação. Já em Minas Gerais, funcionários do Legislativo têm até 15 dias de licença. Em Mato Grosso do Sul, servidores do Tribunal de Justiça têm 20 dias.

Iniciativa privada

Com a aprovação do Marco Legal da Primeira Infância, em marco de 2016, foi alterada a lei que criou o Programa Empresa Cidadã, inicialmente voltado para estimular a adoção de licença-maternidade de seis meses por parte da iniciativa privada. Com o marco, trabalhadores de empresas que façam adesão ao programa passaram a ter 20 dias de licença, a exemplo do que ocorre com os servidores. Em troca, a companhia tem isenção de impostos.

Para usufruir desses direitos, os pais devem requerer a ampliação em até dois dias úteis após o parto e comprovar participação em programa ou atividade de orientação sobre paternidade responsável. Essa participação foi objeto de nota técnica do Ministério da Saúde, lançada no início deste mês. Nela, o órgão sugere que a realização do pré-natal do parceiro, a participação nas atividades educativas durante o pré-natal e/ou visitas à maternidade sejam consideradas atividades de orientação sobre paternidade. Do mesmo modo, a comprovação poderá ocorrer por meio da participação no curso online  Pai presente: cuidado e compromisso, que é gratuito.

“Exercer o direito à licença-paternidade e apoiar a parceira são muito importantes para o sucesso do aleitamento materno, para compartilhar entre o casal os prazeres e os afazeres relacionados à chegada do bebê e para gerar vínculos afetivos saudáveis e maior qualidade de vida para todos. A participação do pai no pré-natal e nos cuidados com a criança após o nascimento também pode contribuir para diminuir a violência na família e o abandono do lar”, destaca a nota.

Tanto no caso dos servidores quanto das pessoas que trabalham na iniciativa privada, os pais têm o direito de receber remuneração integral, ao longo da licença. Eles ficam proibidos de exercer atividade remunerada. O desafio, agora, é ampliar o conhecimento sobre esse direito e a adesão das empresas ao programa.

Profissionais autônomos

A experiência de criação de Lourenço, ao lado da companheira, a assistente social Samya Magalhães, e a participação no grupo Movimento Paterno mostrou para Roger que mesmo os 30 dias são poucos para uma divisão efetiva da tarefa do cuidado, para a adaptação à nova vida e mesmo para o acompanhamento de uma fase muito delicada, o puerpério, quando o corpo da mulher passa por intensas transformações. “Trinta dias não cobrem sequer o resguardo”, afirma.

Como autônomo, o rendimento depende da produção, por isso foi preciso adaptar a rotina de trabalho do Coletivo Nigéria, do qual participa. Enquanto os outros integrantes do grupo se dedicavam às atividades externas, ele se dedicou à elaboração de projetos e outras tarefas que podiam ser feitas de casa, muitas vezes na madrugada.

“A licença-paternidade é para quem tem Carteira de Trabalho. Para muito pai autônomo é pior ainda, porque a pessoa deixa de trabalhar e de ganhar. Seria legal uma renda mensal, básica, para que essa pessoa pudesse deixar de trabalhar mesmo”, defende. Para ele, “se a sociedade tivesse o cuidado de esperar um pouco o primeiro ano, os primeiros meses, a gente teria pais e mães apoiados, bebês mais cuidados, com mais saúde, e isso iria se refletir em toda a sociedade”.

Foto/Créditos: Marcelo Camargo/Arquivo Agência Brasil

unnamed (1)

Já pensou em ter como sobremesa um saboroso bombom de chocolate com toque de Sal Rosa do Himalaia?

By | Brasil, Gastronomia | No Comments

Em parceria com a Natural Wonder, Chef Danielle Rodrigues ensina receita com o produto. Confira!

A Natural Wonder, pioneira na comercialização de Sal Rosa do Himalaia do país, sempre busca chefes inovadores para realizar parcerias promissoras, assim como receitas que fujam do tradicional. Desta vez, a empresa firmou com a Chef Danielle Rodrigues, proprietária do Buffet Dani Sabores. E, para o mês de agosto, a Chef desenvolveu uma deliciosa sobremesa de chocolate com abóbora – com um toque especial de Sal Rosa do Himalaia.

Para Valéria Simonini, diretora da Natural Wonder, a proposta é exatamente essa, inovar em receitas tradicionais. “Desde que firmamos esta parceria com a Dani, ela tem trazido receitas que surpreendem, tanto na criação, quanto no paladar, era isso o que buscávamos, para mostrar que o Sal Rosa pode ser usado como tempero chave numa sobremesa tradicional”, explica Valéria.

Aprenda a fazer essa deliciosa receita:

Ingredientes para o bombom

500 gramas de chocolate ao leite

Forminhas em formato de quadrado

Modo de preparo

Em um recipiente, coloque o chocolate e leve ao microondas por 6 minutos mexendo a cada 3. Banhe as forminhas com chocolate e leve para geladeira por 15 minutos. Em seguida, desenforme e reserve.

Ingredientes para o doce de abóbora

1 kg de abóbora

400 gramas de açúcar

10 cravos da Índia

2 canelas em pau

Sal MÉDIO Natural Wonder à vontade

Modo de preparo

Descasque a abóbora corte em cubos. Coloque em uma panela com açúcar, cravo e canela. Deixe cozinhar por 30 minutos. Quando estiver no ponto macio, desmanchando, deixe secar a água que solta da abóbora em fogo baixo por mais 20 minutos. Depois de secar totalmente coloque em um recipiente e deixe esfriar.

Montagem

Encha cada cavidade da caixinha de chocolate com doce de abóbora, após preencher todas com o doce, coloque uma pitada de Sal Médio Natural Wonder por cima de cada caixinha.

Rendimento 100 unidades

download

Congresso da Abrasel traz novo tema para melhorar a qualidade de vida no Brasil

By | Brasil, Destaques | No Comments

O 29º Congresso Nacional Abrasel traz como tema “Conectar – Saberes, Pessoas, Iniciativas”, com objetivo de interligar ações, conhecimento e atores que atuem para o desenvolvimento do setor de alimentação fora do lar e contribuam para facilitar o empreender e melhorar a qualidade de vida no Brasil.

O evento é o maior encontro de conhecimento e inteligência do setor da alimentação fora do lar, contando com a participação das principais lideranças empresariais e da gastronomia do país. Durante dois dias o setor se reúne para discutir os desafios e apresentar propostas para o avanço da alimentação fora do lar no Brasil e, de maneira mais ampla, melhorar o ambiente empreendedor do País e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. Junto da programação técnica, os participantes poderão desfrutar do Lounge de relacionamento Abrasel, com a presença dos principais parceiros da entidade. E, em paralelo, são realizados o Mesa ao Vivo Brasília e a Vinum Brasilis.

 Há  mais de 30  anos  a  Abrasel  representa  e  defende  o  setor  de  alimentação  fora  do lar  no  Brasil, trabalhando para que empreender no país seja mais fácil e para que os cidadãos tenham mais qualidade  de  vida.  Apostando  na  força  deste  setor,  formado  em  sua  maioria  por  pequenas empresas, a entidade possui hoje representação em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal,  somando  47seccionais  e  regionais  e  contando  com  800  líderes e  executivos  que cuidam  de  quase  6  mil  associados.  Desta  capilaridade  e  robustez  ímpares  surge  a  força  da Abrasel, materializada historicamente na cerimônia de abertura de seu evento nacional, com a presença de importantes parlamentares, lideranças setoriais e empresários de todos os cantos do país.

brazil-123665_960_720

Brasil se reunirá com Peru e Bolívia para tratar de segurança nas fronteiras

By | Brasil | No Comments

O governo brasileiro se reunirá com representantes da Bolívia e do Peru nas próximas semanas para estabelecer acordos bilaterais de inteligência e defesa para combater organizações criminosas que atuam nas fronteiras com esses dois países. As informações foram apresentadas na manhã de hoje (4) pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, a deputados federais da bancada do Rio de Janeiro, entre eles, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

O encontro com as autoridades peruanas deve ocorrer no dia 11, em Tabatinga (AM), e nos dias 16 e 17 será a vez da reunião com representantes do governo boliviano, em La Paz. Ao longo do ano, reuniões do mesmo tipo foram realizadas com países do Cone Sul e com a Colômbia.

“Temos uma ação conjunta desenvolvida com o Ministério das Relações Exteriores com esses países, criando acordos operacionais em termos de inteligência, defesa e forças policiais para o combate a esses crimes transnacionais”, disse o ministro.

Jungmann e representantes das Forças Armadas apresentaram aos parlamentares ações que vêm sendo realizadas nas fronteiras para combater crimes como o tráfico de drogas, de armas e de pessoas. O ministro explicou que as ações estão relacionadas ao combate à criminalidade em centros como o Rio de Janeiro, que é o destino de armas e drogas que atravessam ilegalmente a fronteira.

“O nosso objetivo é reduzir a capacidade operacional e golpear o crime. Para isso, tem que desmantelar os arsenais, chegar ao comando [das quadrilhas] e sufocar, retirar a capacidade financeira, o dinheiro. É isso que muda”, reforçou o ministro em entrevista coletiva a jornalistas após a apresentação.

Os militares apresentaram o projeto-piloto do Sistema Integrado de Monitoramento das Fronteiras (Sisfron), que está em desenvolvimento para aumentar a capacidade de vigilância e tomada de decisões na região da fronteira. O projeto está sendo desenvolvido pelo Exército como piloto na fronteira com o Paraguai, mas o objetivo é expandi-lo em 2019.

Também foram apresentados resultados da Operação Ágata, que une as três forças e outros órgãos no monitoramento da faixa de fronteira de todo o território nacional. Em 2017, 11 mil agentes participaram da operação, que apreendeu cerca de R$ 27 milhões em produtos ilícitos.

A Operação Ostium, por sua vez, estabeleceu rotas de entrada e saída de tráfego aéreo nas fronteiras do país desde março, reduzindo em 75% o número de voos desconhecidos. Nesse período, 153 interceptações foram realizadas.

Foto/Divulgação

Morre Luiz Melodia aos 66 anos

By | Brasil, Destaques | No Comments

O músico e compositor teve complicações do câncer na medula e não resistiu

O cantor e compositor Luiz Melodia morre aos 66 anos, por complicações do câncer na medula. O músico veio a óbito por volta das 05h da manhã desta sexta feira (04). Depois de fazer um transplante de medula e resistir à cirurgia, Luiz não vinha respondendo a quimioterapia levando assim ao seu falecimento.

O músico Luiz Carlos dos Santos estava internado desde o dia 28 de março, no hospital Quinta D’Or, na Zona norte do Rio de Janeiro, diagnosticado com mieloma múltiplo (tipo de câncer no sangue) que havia sido diagnosticado há alguns meses.

O corpo de Luiz será velado na quadra da escola de samba Estácio de Sá, na Cidade Nova, a partir das 18h desta sexta-feira. Já o enterro do compositor ocorrerá no Cemitério do Catumbi, às 10h deste sábado.

Foto/Divulgação

unnamed

Empresa pernambucana faz sucesso com roupas que protegem do sol

By | Brasil, Empreendedorismo | No Comments

Litoraneus apresenta peças que além de embelezar, protegem do sol

Moda com proteção solar. Ao que tudo indica, essa é uma tendência que veio para ficar. Com temperaturas cada vez mais elevadas, contar apenas com o protetor solar parece não ser a melhor solução. Foi pensando nisso que a Litoraneus, referência nacional na fabricação de roupas e acessórios com proteção UV, desenvolveu um tecido com tecnologia capaz de absorver até 90% dos raios solares.

 A ideia surgiu em 2010, quando a família Lima saía para velejar pelos mares de Recife, Pernambuco. A família, que trabalhava com confecção de roupas esportivas desde 1986, se preocupava com a exposição ao sol. “Percebemos que só o protetor solar não era suficiente. Como já tínhamos experiência em confecção, resolvemos desenvolver junto aos nossos fornecedores um tecido com FPU 50+ permanente, que não sai com as lavagens”, lembra Neto Lima, Diretor Comercial.

 A preocupação faz todo sentido. O câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD, são cerca de 176 mil novos casos por ano no país. Entre as principais causas estão a exposição excessiva à radiação ultravioleta do sol, e, em menor escala, até a lâmpadas fluorescentes, em ambientes fechados.

 Sabendo disso, a família Lima se dedicou a desenvolver roupas e acessórios com proteção, mas sem abrir mão do gosto pela moda. “Nossos produtos são desenvolvidos pensando no dia a dia das pessoas, e não apenas no momento em que elas estão na praia ou praticando atividades físicas a céu aberto. Unimos os benefícios da proteção UV ao nosso antigo gosto pela confecção”, destaca Neto.

 Um dos maiores diferenciais da marca é que todos os produtos possuem laudos e são certificados pela Arpansa, o único órgão no mundo responsável por testar fator UV em roupas e acessórios, que fica na Austrália. Dermatologistas se unem aos estilistas para participar do desenvolvimento das coleções, garantindo uma harmonia perfeita entre as duas áreas.

 Os produtos atingem tanto as classes sociais A e B quanto C. “O cliente se sente atraído pela beleza das peças e, não se importa em pagar um pouco mais caro pela proteção UV. Ele compra um plus”, confirma. Além disso, há os que compram por necessidade, de acordo com recomendações médicas.

 Todo esse cuidado tem impulsionado fortemente a expansão da rede, que atua por meio da licença de marca. Atualmente, são cerca de 80 unidades espalhadas pelas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Os produtos são encontrados exclusivamente nas lojas da rede.

 Em 2016, a rede registra um crescimento de 40% em seu faturamento em relação ao ano anterior. Em 2017, pretende inaugurar 50 novos pontos de venda e faturar 30% amais. “Estamos bastante otimistas com o potencial desse mercado. As pessoas estão cada vez mais conscientes da necessidade de proteger e prevenir manchas e doenças causadas pela exposição ao sol”, finaliza. Ao que consta, a crise não está passando nem perto desse setor.

via_dutra_marcelo_camargo

Tarifa de pedágio da NovaDutra tem reajuste a partir de sexta-feira

By | Brasil, Destaques | No Comments

A tarifa de pedágio da BR-116, no trecho que liga o Rio de Janeiro a São Paulo, terá reajuste a partir da 0h do próximo dia 4. Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), os aumentos nas praças de Moreira César, Itatiaia e Viúva Graça, para veículos da categoria 1, passam de R$ 13,80 para R$ 14,40; em Arujá, Guararema Norte e Guararema Sul, a tarifa para os veículos da mesma categoria sobe de R$ 3,40 para R$ 3,50; e na praça de Jacareí, de R$ 6,10 para R$ 6,30.

A rodovia está sob responsabilidade da concessionária CCR NovaDutra desde 1995, para exploração da infraestrutura pelo período de 25 anos. O aumento, autorizado pela ANTT, já foi publicado no Diário Oficial da União.

De acordo com a CCR NovaDutra, em 21 anos de concessão, a empresa fez investimentos superiores a R$ 17 bilhões na modernização da rodovia, incluindo a realização de obras, aquisição de equipamentos, operação e o pagamento de impostos. Em impostos, a concessionária recolheu mais R$ 3,38 bilhões, sendo que R$ 663,05 milhões foram pagos em Imposto sobre Serviços (ISS) às 36 cidades servidas pela rodovia.

“Os recursos foram e continuam sendo aplicados em melhorias operacionais, na modernização e conservação da Via Dutra. Os investimentos foram feitos em 94,5 quilômetros de pistas marginais, 370 quilômetros de muros de concreto, 36 novas pontes e viadutos, na recuperação de 119 pontes, 78 viadutos, 25 passarelas e 19,6 milhões de metros quadrados de asfalto de pistas, trevos e acessos. Desde o início da concessão, o número de mortes na rodovia caiu 84%, considerando o aumento do volume de tráfego no período”, diz a NovaDutra.

Crédito/Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

IMG_7180

Justiça libera cobrança diferenciada entre homens e mulheres em São Paulo

By | Brasil | No Comments

Uma liminar da 17ª Vara Federal Cível de São Paulo suspendeu a nota técnica do Ministério da Justiça que impedia a cobrança de preços diferentes entre homens e mulheres. A decisão do juiz federal Paulo Cezar Duran atendeu a um pedido da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes e vale apenas para os estabelecimentos filiados à entidade no estado de São Paulo.

A regulamentação impedindo diferença na cobrança foi publicada pela Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor do ministério no início de julho. A secretaria considera que cobrar preços menores para o público feminino é uma prática comercial abusiva, que afronta a dignidade da pessoa humana, por usar as mulheres como estratégia de marketing. A fiscalização da aplicação da norma deveria começar na próxima sexta-feira (5).

“A distinção entre homens e mulher na hora de fazer o marketing para atrair os consumidores para aquela relação consumerista, no caso específico para adquirir um serviço de lazer com preço diferenciado, é uma afronta à dignidade da mulher, pois, ao utilizá-la com a forma [finalidade] de atrair consumidores masculinos para aquele ambiente, o mercado a considera como um produto que pode ser usado para arrecadar lucros, ou seja, obter vantagens econômicas”, diz o texto da norma para justificar a proibição.

A argumentação foi contestada pelo juiz Duran. “Admitir que a diferença de preços confira à mulher a conotação de ‘isca’ como meio de proporcionar uma situação que leve o local comercial a ser frequentado por muitos homens (gerando lucro ao estabelecimento) conduz à ideia de que a mulher não tem capacidade de discernimento para escolher onde quer frequentar e ainda traduz o conceito de que não sabe se se defender.”

Em nota em que comenta a decisão judicial, o secretário nacional do Consumidor, Arthur Rollo, enfatiza que a proibição de preços diferentes para um mesmo produto ou serviço é determinada pelo Decreto 5.903 de 2006. “Atribuir preços diferentes para o mesmo serviço configura prática comercial abusiva. O decreto mencionado está em pleno vigor e, sobre ele, a decisão liminar nada disse”, ressaltou.

A Advocacia-Geral da União vai recorrer da decisão.

13

Cidade de Socorro (SP) é referência internacional em turismo acessível

By | Brasil, Diversão e Turismo | No Comments

Destaque para as atividades de aventura e para a estrutura hoteleira adaptada às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida

A estância de Socorro, localizada na Serra da Mantiqueira, é destaque internacional pelos investimentos em projetos de acessibilidade que garantem diversão a todos os públicos. A cidade foi premiada como referência em turismo acessível às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida ao receber o diploma “Destaque de Honra – Gestão Municipal” durante o evento World Company Award (WOCA) 2017, que aconteceu no fim do mês de junho, em Lisboa, Portugal.

Para garantir a livre mobilidade dos visitantes com deficiência física pelas ruas, Socorro possui sinalização tátil, elevadores, rampas e barras nos pontos turísticos, além de realizar ações de fiscalização nos estabelecimentos para garantir que todos tenham rampas de acesso dentro das normas de segurança.

Porém, o grande diferencial está no atendimento feito a essas pessoas, que faz da cidade o destino ideal para aqueles que procuram atividades para se aventurar entre amigos e família ou hospedagens para relaxar em meio à natureza. A hotelaria da região oferece estrutura completa e adaptada para receber hóspedes com mobilidade reduzida, além de atividades especiais, inclusive esportes de aventura.

Em 2014, os hotéis fazenda Campo dos Sonhos e Parque dos Sonhos, pioneiros em projetos de acessibilidade, como o “Aventureiros Especiais”, de 2006, foram premiados internacionalmente no evento World Responsible Tourism Awards como os melhores no mundo para pessoas com deficiência por demonstrarem que o turismo de aventura pode ser acessível a todos e por permitirem que as famílias e amigos possam compartilhar a experiência juntos.

Dentre as muitas possibilidades de atividades oferecidas por estes hotéis, estão passeios de charrete e de cavalo, tirolesa, arvorismo, rapel e rafting, passeios de bicicletas, triciclos e quadriciclos adaptados e passeios de barcos, pedalinhos e caiaques pelo lago.

A faceta cultural da cidade também é voltada à preocupação com a acessibilidade. Exemplo disso é Fabrício Zavanella, artista nascido em Socorro que traduziu o seu novo álbum autoral por completo em Libras, com o objetivo de criar diálogos acessíveis através da cultura e, claro, homenagear a cidade.

Sobre Socorro

Localizada na Serra da Mantiqueira, a 138 quilômetros de São Paulo, Socorro (SP) é uma estância turística com ampla infraestrutura para receber os mais variados viajantes: aqueles em busca de aventura e atividades ao ar livre, os que apreciam boa gastronomia e compras, casais, famílias com crianças, idosos e animais de estimação. Conhecida como “Cidade da Aventura”, é também referência em turismo acessível, tendo recebido vários prêmios.

Além de ter fácil acesso às principais rodovias do estado de São Paulo, o destino conta com opções de hospedagem, gastronomia e entretenimento para todos os gostos e bolsos. Para mais informações acesse www.socorro.tur.br.

Powered by themekiller.com