Cultura | Notícias de Fato
Category

Cultura

Maiara e Maraisa - Mauricio Antonio_0038

Mineirão comemora aniversário com o Festeja Belo Horizonte dentro do estádio

By | Cultura, Diversão e Turismo | No Comments

Maiara e Maraisa - Mauricio Antonio_0038Pela primeira vez na história, o gramado do Gigante da Pampulha será palco para um festival de música sertaneja

O Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão ou Gigante da Pampulha, como é carinhosamente chamado numa referência às suas características e pela região de Belo Horizonte onde está localizado, se prepara para apagar mais uma velinha. O campo, inaugurado em 1965 com o objetivo de atender uma demanda crescente de público em jogos dos principais times de Minas Gerais, completa, em setembro, 52 anos. E para celebrar as comemorações, pela primeira vez na história, o estádio abre suas portas para receber um festival de música sertaneja, o Festeja Belo Horizonte.

A comemoração não será pelos títulos, medalhas e troféus. A conquista da vez é muito maior e a torcida é única. É que evento promovido pela Workshow, Nenety Eventos e Empresário João Wellington, em parceria com a administração do estádio, reunirá os maiores nomes da música sertaneja e pop atual. A bola dará lugar aos microfones e instrumentos, e o show em campo será musical, com Anitta, Tomate, Marília Mendonça e as duplas Henrique & Juliano, Maiara & Maraisa e Zé Neto & Cristiano.

O gramado do Gigante da Pampulha, que foi determinante para o desenvolvimento do futebol mineiro, está acostumado a ser cenário para um show de bola, palco das mais diversas partidas de futebol. Mais de 4 mil jogos já aconteceram no estádio, e os três principais times mineiros são os grandes protagonistas destes números. O Atlético Mineiro contabiliza, até o momento, 1523 jogos, o América 938, e o Cruzeiro, que oficializou em 2012 sua exclusividade na exploração e comercialização das partidas no estádio, por 25 anos, reúne números impressionantes. O clube celeste é o time que mais jogou, mais venceu e mais conquistou títulos no estádio. Foram quase 1.700 partidas, com 1.054 vitórias, 379 empates e 258 derrotas.

Os ingressos para o Festeja Belo Horizonte podem ser adquiridos na loja da Nenety Eventos, no Shopping 5ª Avenida (Rua Alagoas, 1314, Loja 16, Piso C, Savassi, Belo Horizonte/MG) ou pela internet, através do site www.nenety.com.br. Os preços variam de R$ 30 a R$ 400.

Sobre o Festeja

O Festeja é hoje um dos principais eventos de música do Brasil. Idealizada pela Workshow, a marca tem à disposição um casting completo de artistas de vários estilos, que se apresentam no mesmo palco, levando alegria e música para os quatro cantos do Brasil. Atualmente, são realizadas 40 edições do Festeja por ano, sendo que desse total, 20 são capitais. Estima-se que em 2017, 1,5 milhão de pessoas irão assistir ao Festeja no Brasil inteiro. Com todas as edições juntas, serão gerados cerca de 100 mil empregos diretos e indiretos.

Serviço

Festeja Belo Horizonte

Local: Estádio Mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001, Pampulha.

Atrações confirmadas: Henrique & Juliano, Marília Mendonça, Zé Neto & Cristiano, Maiara & Maraísa, Anitta e Tomate

Data: 09 de setembro de 2017

Horário:  14h

Valores de ingressos: 

Arquibancada superior amarela: R$ 30,00 (meia)

Pista: esgotado

VIP: R$ 110,00 (meia e inteira promocional)

Camarote (open bar com vodka,cerveja, citrus, refrigerante, suco e água): R$220,00

Front Stage (open bar com whisky, vodka, espumante, cerveja, refrigerante, citrus, suco e água, Decoração especial, área de descanso e painel de Led): R$ 290,00

Camarote Premium (open bar de: whisky, vodka premium, espumante, cerveja, refrigerante, suco, citrus, energético água e open food):  R$ 400,00

Vendas:

Online: www.nenety.com.br

Loja Nenety Eventos: Shopping 5ª Avenida (Rua Alagoas, 1314, loja 16, Pisco C – Savassi, Belo Horizonte)

Classificação etária: 

Pista e VIP: 14 anos

Camarotes e Front Stage: 18 anos

BRAZILIAN BLUES BAND CRÉDITO JOÃO ADOLFO MACHADO (2)

Q Cultural faz noite dedicada ao blues e a música black

By | Cultura, Destaques | No Comments

Projeto traz para a próxima edição grandes nomes da cena musical brasileira

 Já é tradição, quinta-feira é dia de sair do trabalho, reunir a galera e curtir o happy hour mais democrático da cidade, o Q Cultural. Para a edição desta semana uma programação especial que não vai deixar ninguém parado, entre as atrações, grandes nomes do blues e do black brasiliense. As apresentações começam às 17h30, no estacionamento 6 do setor comercial sul.

Quem abre os trabalhos, no palco kombiando, é o Delta Boy Walt. Com sua performance única e visceral, o artista traz para o evento um espetáculo de musicalidade e emoção, com o melhor do blues de raiz. No palco Traços, é a vez da incrível Brazilian Blues Band encantar o público com seu show. Com mais de duas décadas de existência, o grupo carrega um excelente currículo de conquistas e serviços prestados ao gênero no Brasil, sendo uma das mais respeitadas do país e conquistando uma legião de fãs por onde passa.

Quem fecha a noite é o homem festa, DJ Chicco Aquino. Residente das maiores festas da capital como Makossa e Mistura Fina , Chicco promete levar todo o swing da música black para transformar o setor comercial sul num  grande baile. Com mais de 13 anos de carreira, o DJ é reconhecido pelo som dançante, envolvente e plural de suas pickups. Em sua trajetória, passagens por festivais nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, Portugal e os mais importantes do país, como Universo Paralelo na Bahia.

A quinta conta ainda com o som do DJ Nagô, residente do evento e praça de food trucks com imensa variedade gastronômica.

Caetano Veloso durante a abertura das Olimpíadas Rio 2016.Filipe Costa (Direitos Reservados)

Nos 75 anos de Caetano Veloso, especial resgata entrevista de 1981 do cantor

By | Cultura, Destaques | No Comments

O cantor Caetano Veloso chega aos 75 anos nesta segunda-feira (7), no mesmo ano em que o lançamento de seu primeiro disco completa cinco décadas. Ao longo de sua carreira, o músico gravou 30 discos de estúdio, o último deles Abraçaço, lançado em 2012. Caetano também dirigiu o filme Cinema Falado (1986) e é autor do livro Verdade Tropical (1997).

Nascido em Santo Amaro da Purificação (BA), Caetano Veloso começou sua trajetória musical compondo trilhas para peças de teatro. O primeiro disco, Domingo, foi gravado em julho de 1967, em parceria com Gal Costa, com forte influência da Bossa Nova.

Para celebrar o aniversário do cantor e compositor, a Agência Brasil resgatou o áudio de uma entrevista concedida à Rádio Nacional do Rio de Janeiro em meados de 1981, ano em que ele gravou o álbum Outras Palavras, que viria a ser o primeiro disco de ouro de sua carreira. Clique aqui para acessar.

Na entrevista, Caetano fala sobre sua relação com a música e o processo de criação. “O fato é que quando eu toco violão eu me sinto melhor e se não toco me sinto muito mal. Tenho vontade de tocar e cantar, é terapêutico, me sinto bem, me melhora de qualquer coisa”.

O músico também recorda momentos importantes para sua formação musical, como a temporada que passou no Rio de Janeiro em 1956, aos 13 anos de idade, e ia semanalmente aos estúdios da Rádio Nacional para assistir a apresentações musicais.

Foto:Caetano Veloso durante a abertura das Olimpíadas Rio 2016.Filipe Costa (Direitos Reservados)

Powered by themekiller.com