Crianças | Notícias de Fato
Tag

Crianças

obj_strip_105600_1_web

Peppa Pig – Live Show chega ao Teatro da Caesb para encantar o pequenos

By | Diversão e Turismo | No Comments

obj_strip_105600_1_webA peça, que tem roteiro didático, alia conhecimento e diversão para o público

Um dos maiores fenômenos da TV mundial ganha os palcos da capital federal. Para a alegria da criançada, a porquinha preferida dos pequenos se apresenta no Teatro da Caesb (Águas Claras). O espetáculo Peppa Pig –Live Show promete entreter crianças e adultos com muita música e dança. Além de uma história repleta de ensinamentos para os fãs mirins. A peça estará em cartaz nos dias 30 de setembro (sábado) e 1º de outubro (domingo), sempre às 15h.

Os ingressos custam 30 reais (meia-entrada) e estão disponíveis para compra na bilheteria do teatro. Quem preferir, pode adquiri-los nas lojas físicas Bilheteria Digital e nas óticas Carol do Águas Claras Shopping. Para doadores de 2kg de alimento não perecível o ingresso sai a 35 reais. As entradas também estão disponíveis no site www.bilheteriadigital.com.

O musical apresenta a porquinha mais conhecida do mundo infantil de forma ainda mais descontraída e engraçada. Querida pelas crianças de quase todo o mundo, a carismática Peppa se junta aos seus amigos em uma história costurada por 12 músicas. A dança e a interação com o público também fazem parte do show. Ao longo do espetáculo, os personagens transmitem valores importantes para os espectadores, além de arrancar boas gargalhadas da plateia.

O objetivo da montagem vai muito além da diversão. Com roteiro educativo, a importância de respeitar os pais, ter uma alimentação saudável, amar e respeitar ao próximo são alguns dos temas abordados na narrativa. Conceitos sobre sustentabilidade não ficam de fora, e ensinam as crianças de forma leve e cativante.

SERVIÇO

Dia: 30 de setembro e 1º de outubro de 2017.
Horário: Sábado e domingo, às 15h.
Local: Teatro da Caesb (Águas Claras).
Informações: (61) 98459-2312.
Classificação indicativa: livre.

scream-1819736_960_720

Rebeldia sem causa pode ser sinal de alerta para Transtorno Desafiante Opositor (TDO)

By | Destaques, Saúde | No Comments

Transtorno pode atingir até 16% de crianças e adolescentes. Pico dos sintomas acontece entre 8 e 11 anos. 

Quando o assunto é desenvolvimento infantil, muitos pais podem ter dúvidas sobre o que está dentro da normalidade ou não. Por natureza, as crianças costumam ser espontâneas e questionadoras, principalmente depois dos três anos de idade. Birras e alguns maus comportamentos fazem parte da infância e da adolescência. Porém, quando essas atitudes são constantes e interferem na vida escolar, familiar e nos relacionamentos, é preciso prestar atenção.

Essa rebeldia, aparentemente sem causa, pode indicar uma condição conhecida como Transtorno Desafiante Opositor (TDO). Segundo Dra. Karina Weinmann, neuropediatra e cofundadora da NeuroKinder, o TDO é classificado como um transtorno disruptivo que se caracteriza por um padrão de humor irritável, comportamento argumentativo/desafiador e vingativo. A prevalência global é estimada entre 5 e 16% de crianças e adolescentes até 18 anos.

“São aquelas crianças ou adolescentes que discutem de forma excessiva com os adultos, não assumem a responsabilidade pelo mau comportamento, incomodam as outras pessoas, têm dificuldade em aceitar regras e autoridade, perdem o controle emocional se suas vontades não forem cumpridas e tem um comportamento vingativo”, diz a médica.

Birras e teimosia são sinais de alerta
O diagnóstico é um desafio e precisa ser muito criterioso. “A frequência dos sintomas é muito importante, já que muitos comportamentos do TDO são comuns no desenvolvimento infantil. Para as crianças com menos de cinco anos de idade, os comportamentos devem acontecer na maioria dos dias, por um período de pelo menos seis meses, com exceção do comportamento vingativo. Para os maiores de cinco anos, os comportamentos devem estar presentes pelo menos uma vez por semana, por pelo menos seis meses, também com exceção do comportamento vingativo”, explica Dra. Karina.

Em geral, o TDO costuma se manifestar a partir dos três anos, com surtos de teimosia. As birras entre quatro e cinco anos são frequentes, assim como questionamentos a partir dos seis anos. Porém, o pico dos comportamentos típicos do TDO acontece entre os oito e onze anos de idade.

backpack-1149461__340

Oito dificuldades escolares que os pais precisam prestar atenção

By | Destaques, Educação | No Comments

O segundo semestre do ano letivo começou. Para a maior parte dos estudantes é motivo para comemorar, rever amigos e voltar à vida normal. Porém, para algumas crianças e adolescentes estudar ou ir para a escola pode não ser tão divertido assim.

Por isso, com a ajuda da neuropsicopedagoga Viviani Zumpano e da neuropediatra, Dra. Karina Weinmann, preparamos uma lista de 8 sinais que podem indicar que o estudante está passando por alguma dificuldade que precisa ser avaliada:

  1. Notas ruins em todas as matérias: Se a criança ou adolescente era um bom aluno e de repente começa a apresentar queda do desempenho escolar em todas as matérias, é preciso ficar atento. “Os pais precisam avaliar se há problemas em casa, como divórcio, chegada de um irmão, morte de um parente, etc. Além disso, conversar sobre um possível bullying ou conflito escolar também é importante. Pensar em problemas de visão é uma boa ideia, já que quando a criança não enxerga bem isso pode levar a problemas em sua performance escolar”, destaca Viviane.
  2. Notas ruins em matérias específicas: A criança é ótima em português, mas tem um desempenho ruim em matérias que envolvem cálculos ou vice-versa. Cada dificuldade pode ser um sinal dos diferentes tipos de Transtornos de Aprendizagem, como a discalculia  ou dislexia.
  3. Desatenção: A atenção é uma habilidade que se desenvolve com o tempo. Porém, se há reclamações da escola em relação a isso é bom averiguar. A falta de atenção é um dos comportamentos relacionados ao Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), mas pode também ser consequência de um sono não reparador, ansiedade, estresse ou depressão.
  4. Agressividade: Se repentinamente a criança começa a apresentar comportamentos agressivos, bater nos colegas ou até mesmo a xingá-los, é um sinal de alerta. Bullying e problemas em casa podem ser a causa, assim como o TDAH ou ainda o Transtorno Opositivo Desafiador (TOD).
  5. Choro excessivo: Do mesmo modo que a agressividade, o choro pode indicar que a criança está passando por problemas com colegas, professores ou até mesmo com a família.
  6. Dificuldades no relacionamento: Crianças brigam e fazem as pazes no mesmo dia e é importante deixar que resolvam suas questões sozinhas. Mas, se a criança não consegue fazer e manter amizades, os pais devem procurar ajuda especializada. A dificuldade de interação social pode ser simplesmente timidez, como também indicar algum transtorno do desenvolvimento, como o autismo.
  7. Oposição excessiva: Por natureza, as crianças costumam desafiar pais e professores. Mas, se as reações são agressivas demais, se há resistência em aceitar regras, se incomodam os demais com suas atitudes e argumentam o tempo todo com os adultos, sem reconhecer sua responsabilidade perante um mau comportamento, os pais precisam procurar ajuda, uma vez que estes sinais podem indicar a presença do Transtorno Opositivo Desafiador (TOD), que costuma aparecer na idade pré-escolar, antes dos 10 anos. Vale lembrar que em 50% dos casos, o TOD e o TDAH acontecem juntos.
  8. Preguiça de estudar: Se não há nenhum explicação orgânica ou doença diagnosticada, a preguiça de estudar pode estar relacionada à falta de atribuições de responsabilidade em outros setores da vida da criança. “Atualmente, muitos pais não têm o costume de ensinar as crianças a terem tarefas e responsabilidades, como ajudar na arrumação da casa, ou organizar o próprio quarto, por exemplo. A única responsabilidade é estudar. Mas, como não aprenderam esses conceitos de deveres e direitos, alguns estudantes têm preguiça de estudar e acabam indo muito mal na escola” explica a especialista.

O que fazer?
Se você é pai ou mãe e identificou algum sinal na lista, o ideal é procurar ajuda especializada. “Quanto mais precoce é o diagnóstico, melhor é a resposta ao tratamento. Mais importante ainda é lembrar que não adianta medicar a criança. É preciso identificar a causa e procurar resolvê-la. Quando necessário são usadas terapias como fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicoterapia e neuropsicopedagogia”, aconselha.

“A fase escolar é um dos períodos mais marcantes na vida de uma pessoa. Por isso, precisamos estar atentos aos comportamentos das crianças e oferecer recursos que possam ser utilizados para que elas superem as dificuldades, principalmente quando o problema está mais ligado ao gerenciamento das emoções do que a alguma doença física”, conclui Viviani.

unnamed (4)

Pelotão do bombeiro Rafa, humor, consciência social e segurança para crianças no Youtube

By | Brasil | No Comments

Estreou no dia 02 de julho, dia do bombeiro, um novo conteúdo voltado especialmente para crianças

Com uma linguagem moderna e divertida, uma trilha pra lá de descolada e animações que vão desde manipulação de bonecos até sofisticados efeitos de pós-produção, o programa conversa com crianças de todas as faixas etárias. Além de ser uma excelente ferramenta paradidática.

Pilotado pelo comediante, ator e bombeiro militar Rafa Luz, o Pelotão do Bombeiro Rafa é uma forma divertida e inteligente de falar para pais e crianças sobre segurança e comportamento em situações de risco e emergência. A primeira temporada já está concluída e tem 08 episódios (com média de 08 minutos, cada) que serão exibidos quinzenalmente e ficarão disponíveis no canal do Bombeiro Rafa no Youtube.

O Pelotão conta com um reforço muito especial. Trata-se do Torrada, um simpático cãozinho adotado que adora brincar com fogo e se meter nas maiores confusões. Mas que sempre pode contar com a proteção do Bombeiro Rafa. Para a segunda temporada, a equipe do programa já promete reforços e adianta que vai aumentar a turminha!

Rafa Luz, 34, é um apaixonado pelas artes. Na infância, fez cursos de teatro e estudou música na Escola Villa Lobos. É profissional de enfermagem e começou a trabalhar com socorro aos 16 anos, como voluntário. Em 2001, aos 18 anos, passou a integrar a equipe de atendimento do Grupo de Resgate e Emergências (GRE). Ele é bombeiro militar, tendo servido no Estado de São Paulo e, hoje, está fixado no Rio de Janeiro, no quartel de Copacabana. Já foi condecorado duas vezes por bravura.

Ele conta que já estava “cansado de ver crianças perderem suas vidas em incêndios e acidentes ou ficarem com sequelas eternas por falta de orientação” e, então, resolveu dedicar sua carreira para ensiná-las sobre como evitar situações de emergências e mais: como se comportarem caso elas aconteçam.

Foi aí que tudo começou, com a criação do espetáculo musical Pelotão do Bombeiro Rafa. Uma ideia que deu tão certo que agora se transforma em um programa acessível a todos aqueles que procuram diversão, alegria e boa orientação. O que envolve pais, professores e, claro, crianças! Um trabalho de formação de consciência que já dura mais de cinco anos.

E não parou por aí. Estimulado por amigos e familiares, ele teve a ideia de reunir as histórias e ocorrências vividas em São Paulo e no Rio de Janeiro no stand-up “Comédia em chamas”, escrito e apresentado por ele mesmo – que também é ator desde a adolescência.

Mas foi a partir de 2015, quando começou a realizar um trabalho de orientação sobre comportamento em situações de emergência no quartel de Copacabana, que surgiu a ideia de gravar vídeos sobre o assunto.

VEJA QUEM É QUEM NO PROGRAMA PELOTÃO DO BOMBEIRO RAFA.

Rafa Luz – Roteiros, músicas e direção de cena.

Caio Barreto – Produção e direção musical. Caio Barreto é músico, produtor musical e sócio da Melhor do Mundo Studios. Em música, trabalhou ao lado de artistas como: Pitty, Paralamas do Sucesso e Suricato, entre outros. Para a TV ficou a cargo de programas como Rainha da Cocada (GNT), Naufrágios (OFF) e Detetives do Prédio Azul (Gloob).

Caká Oliveira – Cenografia. Caká é arquiteta e cenógrafa formada pela UFRJ e multipremiada em teatro por sua concepção em espetáculos como Morde, Brimas, Caixa de Ferramentas.

Calabouço Filmes – Uma produtora especializada em música e clipes. Já fizeram clipes de artistas como Lulu Santos, Chico Buarque, Jorge Vercilo, Suricato, Ney Matogrosso.  Também produziram o Acústico ao vivo de Jerry Adriani.

Animar Estúdio – As animações que são vistas nos episódios foram desenvolvidas em parceria com o pessoal da Animar Estúdio.  A Animar é responsável pela animação do fenômeno Galinha Pintadinha e pelos sucessos Jacarelvis e Tiquequê.

Powered by themekiller.com